11/08/2008

...em brasa

...adormecer ao som do Quim Barreiros & Co. e fogo de artifício dá nisto! Tenho acordado perto das 9 da manhã coisa rara, mas que sabe bem!! Finalmente já consegui ultrapassar o jet-lag da rotina da urbe e aos poucos começo a acordar a horas mais condizentes com a época de veraneio!!...e finalmente à segunda semana começam a cair as primeiras gotas de chuva.Já era tempo, pois o calor por vezes é demais...para quem pensa que no Algarve é que se está bem, devia experimentar mais uns graus centígrados cá nas nortenhas paragens!! Em boa verdade o tempo tem estado absolutamente perfeito..calor, muito calor...temperado com bons banhos de piscina e na barragem. Mas antes, muito trabalho a limpar o nosso chalet de montanha ...é o que faz estar quase um ano sem colocar cá os presuntos!!...Para retemperar esforços, nada como uns jantares fora de casa, e umas miradas nas esplanadas...a ementa por estas terras é muito variada, e os pratos dignos de abades de peso, não fosse esta a terra dos arcebispos- Bracara augusta. Já demos um saltinho a Guimarães, onde pudemos desfrutar de uma tarde bem passada na zona velha, e o respectivo almoço numa das inúmeras esplanadas que existem na Praça de Santiago. A escolha recaiu no Paraxut...e pode-se dizer que caímos do céu para o inferno...duas horas desde que nos sentámos até ir arrancar a conta ao balcão, é obra!!...a única coisa que safou o momento foi mesmo a comida que estava boa e o leite creme que estava no ponto!! Recomendo vivamente a quem cair do céu que faça uma ligeira correcção...mesmo ao lado existe um wine bar/tapas que dá pelo nome de Cheers que promete mais e pelo menos tem dois sorrisos bem mais convidativos!!...depois de tentar sair da cidade, após uma visita rápida ao Paço dos Duques de Bragança-tantas casas que esta gente tem, imaginem se nesse tempo tivessem que pagar IMI!!-voltamos ao nosso refúgio onde nos esperavam umas entremeadas grelhadas feitas aqui pelo chef...aliás, grelhados é sem dúvida o forte cá da casa, de tal forma que não há dia que não pare aqui na venda da aldeia para comprar uns sacos do fiel amigos das brasas. Mas quem quiser comer e bem, recomendo mesmo A Tasquinha em Vieira do Minho. Gente simpática, pratos fartos, vinho da casa excelente...e ambiente familiar!!

No final desta semana, remamos de armas e bagagens para o nosso paço em Ponte de Lima...entretanto outro valor mais alto se levanta...para almoço umas costeletas de vitela barrosã grelhadas na brasa!!

Este nevoeiro denso e mijão, é mesmo tempo para dar a morrinha, uma indolência que se transmite ao nosso corpo e à nossa vontade, em que não apetece fazer nada...mas isso não é coisa que me afaste da nobre arte, venham elas...as brasas!!

1 comentário:

Ana disse...

Para quem não sabe só resta mesmo dizer que essas sim são umas belas férias. Nada como deixar o corpo dar-se à morrinha destas paragens e esquecer que há urbe lá fora, algures à nossa espera :D