31/12/2007

...até jazz!


She walks in beauty, like the night
Of cloudless climes and starry skies;
And all that's best of dark and bright
Meet in her aspect and her eyes:
Thus mellowed to that tender light
Which heaven to gaudy day denies.

One shade the more, one ray the less,
Had half impaired the nameless grace
Which waves in every raven tress,
Or softly lightens o'er her face;
Where thoughts serenely sweet express
How pure, how dear their dwelling place.

And on that cheek, and o'er that brow,
So soft, so calm, yet eloquent,
The smiles that win,the tints that glow,
But tell of days in goodness spent,
A mind at peace with all below,
A heart whose love is innocent!

Lord Byron

...e no desporto

A minha lembrança vai para Os lobos pela a entrega ao jogo, o coração lutador, coragem no confronto, a honra do espírito de alcateia com que nos brindaram, e o nosso Carlos Sousa que demonstra o que de melhor existe no espírito lusitano...a busca incessante pela aventura no desconhecido, e a humildade com que enfrenta o desporto.



...para eles boas vitórias e muitas mais alegrias!!!

...os meus desejos para 2008


...que os bancos de jardim não se encham de pessoas tristes!

FELIZ ANO 2008 para ti!

...revelação do ano

...a revelação do Ano vai para o santo/odiado/gozado/adorado comendador Berardo e a sua famosa CVM, utilizando as sábias palavras do Miguel Sousa Tavares, "o homem que mais riqueza acumula e menos produz no país". Verdadeiro espalha brasas teve o mérito de destapar alguns dos pecados que a benemérita e abençoada Opus Dei vinha a fazer desde há vários anos na Administração do Millenium BCP. Qual Herodes, entregou a cabeça do S. Jardim Gonçalves aos rapazes simpáticos do avental maçónico. O Governo agradeceu tamanha oferta e num golpe ao melhor estilo do PREC tratou logo de "nacionalizar" a administração do principal banco privado português colando no seu topo (partindo do princípio que os accionistas vão comer o fel!?) um boy da CGD e o capo di tutti i capi amigo do Sr. Engenheiro - figura ímpar das finanças e da banca internacional, com reputada experiência em segurança rodoviária!

Abençoado seja ou seja lá o que for...

MAN of the Year

...e o prémio vai para o Sr. Engenheiro! palavras para quê...nem o próprio filho de Cefiso e da ninfa Liríope poderia ostentar tamanha vaidade nos seus feitos. Autêntico one man show, passeou toda a sua falta de classe política e demonstrou mais uma vez que não tem ninguém no espectro político actual que lhe faça frente ou que consegui beliscar a reputação. Alheio às dificuldades e com um sentido inato de fugir aos problemas, demonstrou a verdadeira face de um socialismo asséptico, fechado ao diálogo com os parceiros, fixado em números e estatísticas muitas vezes cozinhadas de acordo com o momento. A falta de humildade levou-o a ignorar as pessoas em dificuldades e a refugiar-se constantemente sobre o escudo do défice. Em todas as áreas, desde a saúde à educação lançou "reformas" inócuas que não fizeram sentido e que foram, tirando raras excepções, autênticos atentados à cidadania e aos direitos. Revelou tiques primários de ditador, que culminaram com a criação da primeira policia política desde o 25 de Abril- a ASAE - outras mais se seguirão, por certo. Concentrou em si todo o poder, e gere o país (e agora o sistema bancário) de uma forma quase imperial. Só falta mesmo declarar estado de sítio e impor recolher obrigatório. Mesmo assim continua com indíces de popularidade que não lembram ao diabo! É sem dúvida alguma o Homem do Ano.

...figuras e figurões do ano!!


...bem podia ser o trio de Odemira do nosso encantamento, mas a música com que adormeceram as encabrunhadas consciências de milhares de portugueses foram mais eficazes que o próprio Flautista de Hamelin!! Não só não afastaram o espectro da "peste", mas conseguiram o feito ímpar de aumentar o custo de vida, a taxa de desemprego e o adiamento das reformas que continuam a apregoar! O contentamento pelos Êxitos a nível internacional, contrastam com a anemia da economia nacional, e a decadência das finanças dos particulares.

...os nosso votos é que olhem para aqueles que continuam inexplicavelmente a aplaudi-los e que governam para as pessoas e não com os números!...parafraseando outro vulto dos discursos enfadonhos e indecifráveis: "há mais vida para além do défice!"

...bitaite do ano!

...não podia de ser o nosso extremoso ministro M. Lino com o popularíssimo:

"Margem Sul, jamais, jamais!!"

Apesar de ter desmentido por mais do que uma vez não pode ignorar que proferiu essas proféticas palavras. Pena é que as tenham bradado em pleno pântano ideológico. A razão, os bons ares do montado e a bonomia da paisagem desértica que tanto vilipêndiou vão por certo arrefecer certamente a obsessão doentia pela Ota.

30/12/2007

...late afternoon comments


O que me dói
O que me dói não é
O que há no coração
Mas essas coisas lindas
Que nunca existirão...

São as formas sem forma
Que passam sem que a dor
As possa conhecer
Ou as sonhar o amor.

São como se a tristeza
Fosse árvore e, uma a uma,
Caissem suas folhas
Entre o vestigio e a bruma.

Fernando Pessoa

28/12/2007

motivo de gorgulho ao quadrado!!

...podia ser um daqueles momentos perturbadores tipo no comments do Euronews, mas é mais um motivo de double proud do fabuloso à vontade do nosso PM no domínio na linguística!!

...faz esquecer os piores momentos de francês de um ex-presidente da República nosso

27/12/2007

bd


"...o espelho reflete certo, não erra porque não pensa"

...assuntos de cozinha!!

Estão abertas as inscrições para a Presidência da Caixa Geral de Depósitos. Por uma imposição legal o prazo das candidaturas estão sujeitas a pré-aprovação governamental, daí que qualquer candidato vai ter de ser sujeito a uma série de provas de aferição. A posse de cartão partidário dentro de um padrão seleccionado de cores (cor de rosa preferencial, mas também não descartamos a hipótese do laranja!) é uma das exigências, assim como a presença fugaz e inoportuna num lugar governamental onde não tenha sido bem compreendido são outros factos de seriação. Os candidatos deverão ainda demonstrar prova da inegável incompetência em matéria bancária. As candidaturas deverão ser participadas para o Ministério das Finanças e/ou Banco de Portugal, de preferência até às 16h pois a partir daí o pessoal do call-center está a preparar-se para ir de fim-de-semana!!

18/12/2007

Feliz Natal para ti

...em especial para ti que ficaste desempregado, ou para ti que viste o teu crédito aumentar e o ordenado a minguar!
...para ti que viste o futuro passar-te à frente e nada pudeste fazer, ou a ti que mendigas o pão que a solidariedade (coisa rara hoje em dia!) te proporciona.
...e para ti que por todos os motivos do mundo estás triste e só!
...ou para ti que deixaste de acreditar ...
..um Feliz Natal e que pelo menos neste dia não te sintas só!

17/12/2007

...noite de Natal

«(...) Então Joana foi ter com os primos. Daí a uns minutos apareceram as pessoas grandes e foram todos para a mesa. Tinha começado a festa do Natal.Havia no ar um cheiro de canela e de pinheiro. Em cima da mesa tudo brilhava: as velas, as facas, os copos, as bolas de vidro, as pinhas doiradas. E as pessoas riam e diziam umas as outras: "Bom Natal". Os copos tilintavam com um barulho de alegria e de festa. E vendo tudo isto Joana pensava:-Com certeza que a Gertrudes se enganou. 0 Natal é uma festa para toda a gente. Amanhã o Manuel vai-me contar tudo. Com certeza que ele também tem presentes.E consolada com esta esperança Joana voltou a ficar quase tão alegre como antes.0 jantar do Natal era igual ao de todos os anos. Primeiro veio a canja, depois o bacalhau assado, depois os perus, depois os pudins de ovos, depois as rabanadas, depois os ananazes. No fim do jantar levantaram-se todos, abriu-se de par em par a porta e entraram na sala.As luzes eléctricas estavam apagadas. Só ardiam as velas do pinheiro.Joana tinha nove anos e já tinha visto nove vezes a árvore do Natal. Mas era sempre como se fosse a primeira vez. Da árvore nascia um brilhar maravilhoso que pousava sobre todas as coisas. Era como se o brilho de uma estrela se tivesse aproximado da Terra. Era o Natal. E por isso uma árvore se cobria de luzes e os seus ramos se carregavam de extraordinários frutos em memória da alegria que, numa noite muito antiga, se tinha espalhado sobre a Terra.E no presépio as figuras de barro, o Menino, a Virgem, São José, a vaca e o burro, pareciam continuar uma doce conversa que jamais tinha sido interrompida. Era uma conversa que se via e não se ouvia.Joana olhava, olhava, olhava. As vezes lembrava-se do seu amigo Manuel. Um dos primos puxou-a por um braço.- Joana, ali estão os teus presentes.Joana abriu um por um os embrulhos e as caixas: a boneca, a bola, os livros cheios de desenhos a cores, a caixa de tintas. À sua volta todos riam e conversavam. Todos mostravam uns aos outros os presentes que tinham tido, falando ao mesmo tempo.E Joana pensava:-Talvez o Manuel tenha tido um automóvel.E a festa do Natal continuava. As pessoas grandes sentaram-se nas cadeiras e nos sofás a conversar e as crianças sentaram-se no chão a brincar. Até que alguem disse:- São onze horas e meia. São quase horas da missa. E são horas de as crianças se irem deitar.Então as pessoas começaram a sair.0 pai e a mãe de Joana tambem saíram- Boa noite, minha querida. Bom Natal - disseram eles. E a porta fechou-se.Daí a um instante saíram as criadas. (...)»


in A Noite de Natal, de Sophia de Mello Breyner Andresen

13/12/2007

Quando chega o Natal...

"Quando chega o Natal, gosto de contemplar as imagens do Menino Jesus. Essas figuras que nos mostram o Senhor tão apoucado, recordam-me que Deus nos chama, que o Omnipotente Se quis apresentar desvalido, quis necessitar dos homens. Do berço de Belém, Cristo diz-me a mim e diz-te a ti que precisa de nós; reclama de nós uma vida cristã sem hesitações, uma vida de entrega, de trabalho, de alegria.Não conseguiremos jamais o verdadeiro bom humor se não emitarmos deveras Jesus, se não formos humildes como Ele. Insistirei de novo: vedes onde se oculta a grandeza de Deus? Num presépio, nuns paninhos, numa gruta. A eficácia redentora das nossas vidas só se pode dar com humildade, deixando de pensar em nós mesmos e sentindo a responsabilidade de ajudar os outros.É corrente, às vezes até entre almas boas, criar conflitos íntimos, que chegam a produzir sérias preocupações, mas que carecem de qualquer base objectiva. A sua origem está na falta de conhecimento próprio, que conduz à soberba: o desejo de se tornarem o centro da atenção e da estima de todos, a preocupação de não ficarem mal, de não se resignarem a fazer o bem e desaparecerem, a ânsia da segurança pessoal... E assim, muitas almas que poderiam gozar de uma paz extraordinária, que poderiam saborear um imenso júbilo, por orgulho e presunção tornam-se desgraçadas e infecundas!Cristo foi humilde de coração. Ao longo da sua vida, não quis para Si nenhuma coisa especial, nenhum privilégio. Começa por estar nove meses no seio de sua Mãe, como qualquer outro homem, com extrema naturalidade. Sabia o Senhor de sobra que a Humanidade padecia de uma urgente necessidade d’Ele. Tinha, portanto, fome de vir à terra para salvar todas as almas; mas não precipita o tempo; vem na Sua hora, como chegam ao mundo os outros homens. Desde a concepção ao nascimento, ninguém, salvo S. José e Santa Isabel, adverte esta maravilha: Deus veio habitar entre os homens!O Natal também está rodeado de uma simplicidade admirável: o Senhor vem sem aparato, desconhecido de todos. Na Terra, só Maria e José participam na divina aventura. Depois, os pastores, avisados pelos Anjos. E mais tarde os sábios do Oriente. Assim acontece o facto transcendente que une o Céu à Terra, Deus ao homem!Como é possível tanta dureza de coração que cheguemos a acostumar-nos a estes episódios? Deus humilha-Se para que possamos aproximar-nos d’Ele, para que possamos corresponder ao seu Amor com o nosso amor, para que a nossa liberdade se renda, não só ante o espectáculo do seu poder, como também ante a maravilha da sua humildade.Grandeza de um Menino que é Deus! O Seu Pai é o Deus que fez os Céus e a Terra, e Ele ali está, num presépio, quia non erat eis locus in diversorio, porque não havia outro sítio na Terra para o dono de toda a Criação!"

São Josémaria Escrivá

12/12/2007

Hommage


"O HOMEM é, por desgraça, uma solidão:Nascemos sós, vivemos sós e morremos sós."


Miguel Torga

...são cravos Senhor!!

...apesar de não serem nem professores,sindicalistas, criancinhas em idade escolar, trabalhadores de uma empresa à beira do desemprego, moradores de uma zona marginal alvo da presseguição das linhas de muito alta tensão da REN, trabalhadores da recolha do lixo, estudantes e demais profissões...também eles serão alvo brevemente de uma visita rotineira de dois agentes fardados da nossa polícia, em dia de folga, para averiguações de rotina sobre as reais intenções da manifestação. E, após o visionamento das imagens pelo corpo de investigação criminal, serão alvo de processo instaurado pelo mistério público! Mas não fica por aqui! Com muita sorte, ainda serão alvo de um controlo por parte da brigada de trânsito, aquando da ida a tribunal e por parte da asae, quando estiverem a comer o mata bicho. Cuidem-se meus amigos, pois quem se mete com o Senhor...leva!!

09/12/2007

... o rei vai nú mas com escolta!


Com tanta gente perigosa à solta em Lisboa, neste domingo meio outonal meio natalício, resolvi refugir-me no circo. Como se não bastasse os assassinos, ditadores, antropófagos entre outros corruptores, como se não bastasse ainda os líderes da União Europeia que por aí rondavam em alegres comitivas de carros com azul flamejante...já só faltava mesmo assaltarem o armazém da Comunidade Vida e Paz para compor o ramalhete. Que mal vai o nosso País!!...é pena pois assistir ao produto da inércia do povo que se fecha em shoppings e ignora a realidade que se vive do outro lado do mar, mesmo aqui ao lado.
Não vi movimentações em massa de repulsa por tão singulares individualidades, antes, a cortesia de uma passadeira vermelha e o cinismo estampado nas palavras de oportunidade. Há quem lhe chame real politik...eu presumo que seja, a gente sabe que vocês são umas bestas, mas hoje somos todos porreiros. É caso para dizer porreiro, estúpido!!
Entretanto esqueçamos então os dramas de África e foquemos a nossa atenção para o pior que ai vem, sim porque depois da fantasticamente porreira presidência porreira, vamos finalmente sentir o pulsar do real país!! Não é pá?!...

05/12/2007

...in memoriam


"Cometi certamente muitos erros tácticos na minha vida política,

mas tenho como certo que nunca cometi nenhum estratégico."

02/12/2007

...a gerência informa



Por motivos que se sobrepõem à vontade divina, estamos neste momento rodeados de muralhas de caixotes atafolhados com o fruto de 10 anos de vivência neste inferno, por isso é natural que nos próximos tempos possam existir lapsos e buracos no tempo. Por esse motivo e por outros que agora não nos ocorrem, pedimos a nossa desculpa e prometemos ser breves na árdua tarefa de transferir a bagagem para o hangar mais próximo...

... a tua face triste

Paisagens

Num pálido desmaio a luz do dia afrouxa
E põe, na face triste, um véu de seda roxa...
Nuvens, a escorrer sangue, esvoaçam, no poente.
E num ermo, que o outono adora eternamente,
Vê-se velhinha casa, em ruínas de tristeza,
Onde o espectro do vento, às horas mortas, reza
E o luar se condensa em vultos de segredo...
Almas da solidão, sombras que fazem medo,
Vidas que o sol antigo, um outro sol, doirou,
Fumo ainda a subir dum lar que se apagou.



Teixeira de Pascoaes

in Vida Etérea (1906)

27/11/2007

Feliz Natal Mr. Scrooge

...podia ser a melhor prenda de Natal para a tesouraria da Câmara Municipal de Lisboa, mas o facto de existirem duendes perniciosos e anões tenebrosos nos meandros da Assembleia Municipal de Lisboa, impediu hoje que a tão desejosa prenda no sapatinho do Sr. Ebenezer fosse uma realidade para os milhares de lisboetas que trabalham honestamente e que nos últimos 10 anos são confrontados com "erros de cálculo da inflação esperada pelo governo". Nós que trabalhamos ao ritmo da nossa perda de poder de compra, que somos subtraídos pela vontade cega de números mal calculados, somos ainda confrontados diariamente com novas tentativas encapotadas de nos extorquir ainda mais e mais dinheiro. E agora o Sr. Presidente fica indignado com menos 9 milhões nos cofres camarários!? O sr. por acaso sabe quantas famílias se vêm mensalmente na eminência de contar os tostões, por ventura tem noção do desemprego que graça na capital, nas dificuldades de muitos jovens e outros menos, para pagar o tão "amado" IMI!? Talvez não. Mas se juntar tudo isso, e mais uns pozinhos de episódios amargos que retratam o quotidiano de muitas famílias carenciadas, vai ver que afinal de contas, são menos 9 milhões de rostos tristes e desesperados. Mas não se preocupe, temos a consciência que no fundo , é um bem que fazemos à cidade, pois por certo, serão muito melhor empregues na bolsa de quem deles mais necessita, do que nos negócios mal explicados que a edilidade é profícua.

...e venham daí esses fantasmas do passado desmentir tudo o acabei agora de dizer!!

25/11/2007

...triunfo dos porcos??

Num artigo hoje do jornal Público o opinion maker da moda, o VPValente afirma que "No Portugal de 2007, foi decidido o que devemos pensar sobre: multiculturalismo, sexualidade e moral sexual. O que devemos tolerar e o que não tolerar no próximo ou no comportamento do próximo. O que são ou não são políticas permissíveis para Portugal e para o mundo. E foi decidido o que um cidadão meritório come e bebe e que vícios a vontade geral lhe consente (o tabaco, não; a droga, conforme). Vivemos sob um despotismo iluminado, que não aceita a irregularidade, a dissidência, o direito de cada um à sua própria vida e ao uso irrestrito da sua própria cabeça..."

Eu diria mais, no Portugal de hoje começa a ser perceptível alguns vícios e males retratados no universo orwelliano. Como diria Durkheim, "a liberdade de pensamento de que gozamos hoje nunca poderia ter sido proclamada se as regras que a proibiam não tivessem sido violadas antes de serem abolidas."
A dualidade amigo-inimigo está hoje mais vincada na nossa sociedade,e a o direito à diferença de opinião é um facto que acaba por ser de certo modo silenciado. Que o digam todos aqueles que ousam apontar o que está mal e o que de mal virá.
Também não deixa de ser curioso, o silêncio de quem é responsável perante as críticas que aqui e ali vão ressurgindo, no pântano de arrogância que casta dirigente devota a todos aqueles que clamam pelos seus direitos e liberdades.
Cada vez mais porcos, cada vez mais limitados a cumprir a regra e a opinião imposta. Quem não cumpre, é enxovalhado e desacreditado com a mesma rapidez que o inútil lambe-botas ascende na hierarquia.
Em apenas uma semana, contabilizei o relatório do Tribunal de Contas relativamente à gestão da política da saúde, as declarações do Inspector-Geral da Administração Interna, as palavras amargas do PGR sobre a tentativa encapotada de controlo do poder judicial pelo poder político, as declarações dos magistrados do Ministério Público, a contestação dos militares. E fico-me por aqui. Não se trata de de trabalhadores despedidos, ou de professores que o nosso querido PM costuma de apelidar comunistas, mas pura e simplesmente representantes de alguns dos pilares básicos do nosso estado democrático.
É caso para se dizer que os porcos ainda estão longe do triunfo e cada vez mais perto do talho...
Relativamente aos próximos capítulos deste drama...estou curioso para as conclusões que vão emanar do Conferência Nacional do PCP sobre Questões Económicas e Sociais, a qual já não se realizava desde a adesão de Portugal à saudosa CEE.

Por último uma palavra de repúdio pela sentença proferida pelo Tribunal da Relação de Lisboa aplicada a um funcionário da cozinha de uma unidade hoteleira que foi despedido pelo facto de ser portador de HIV. Triste e desprestigiante para quem a emitiu.

18/11/2007

..o menino das cópias


...depois da menina da rádio e da menina do gás, eís que surje agora, o menino das cópias. Foram mais de 60 mil que você e eu pagamos com os nossos impostos, com um sorriso no canto da boca... sim porque alguém teve que pagar o papel e o tonner gastos na empreitada!?

Dia da Memória


...as palavras não apagam os milhares de mortes estúpidas que ocorrem todos os anos no nosso país.

...late afternoon coments


...ontem não resisti! Fui experimentar a nova FNAC Alfragide. Decepção total. É pequena, confusa, é pessimamente organizada. Qualquer livraria de bom gosto em Lisboa, apresenta uma disposição mais racional dos temas. Vale-lhe colocar um escaparate com dezenas de livros do último sucesso da JK Rowling e pouco mais. No restante espaço, sobram os inevitáveis televisores LCD/Plasma (que ocupam cada vez mais destaque nas lojas da cadeia!) e o jogos de computador. Até mesmo os CD/DVD estão dispostos de acordo com a mesma lógica dos livros - "alhos com bugalhos". Não captou a minha atenção, nem reservou a minha intenção para futuras visitas. Abrir por abrir, eis o lema que prevalece hoje em dia. Já que somos o 3.º país do mundo que vende mais em termos de lojas FNAC, e temos o orgulho de ter a loja n.º1 em termos de ranking de vendas - FNAC Colombo - os responsáveis da cadeia, já podem colonizar todos os malls, com lojas sem os mesmos padrões de qualidade e exigência. Valha-nos o facto de existir uma FNAC Cascais que, essa sim, ainda mantêm o espírito e o ambiente que rodeia o nome de FNAC.

10/11/2007

"Poppy Appeal"


In Flanders Fields


In Flanders fields the poppies blow
Between the crosses, row on row,
That mark our place; and in the sky
The larks, still bravely singing, fly
Scarce heard amid the guns below.

We are the Dead. Short days ago
We lived, felt dawn, saw sunset glow,
Loved and were loved, and now we lie
In Flanders fields.


Take up our quarrel with the foe:
To you from failing hands we throw
The torch; be yours to hold it high.
If ye break faith with us who die
We shall not sleep,
though poppies grow
In Flanders fields.

John McCrae - 1915

06/11/2007

...combate a tostões

..estava eu à espera de ver um autêntico massacre de gladiadores no coliseu da desmocrácia e afinal saiu-me uma peça shakespeariana. O novo líder da bancada laranja podia ser ex-primeiro ministro Santana no papel de Hamlet o qual conjura contra o actual rei Cláudio (no papel de Sócrates...não o filósofo, mas antes o tipo que colocaram no trono apesar das falsas promessas).
Para completar o casting falta-nos aqui uma rainha Gertrudes...mas isso não é problema! para tramar as hostes do camarada Jerónimo, arranjamos a ex-deputada comunista e actual independente Luísa Mesquita. A Ofélia poderá ser por exemplo o Luís F Menezes, já que sendo tenrinho e virgem em assuntos de Estado só fica bem no papel de autarca e não pia. Como Polónio seu pai e protector vamos escolher a figura do novo Secretário-Geral do PPD/PSD o autarca Ribau Esteves, que parece ter mais fio de diálogo e acutilâncias nas palavras que o próprio líder. Por fim, falta a figura do fantasma que todos atormenta e todos confunde, e que pode ser perfeitamente o no Ex mo. Altíssimo PR. Assim fica o elenco quase completo. O resto são figurantes na trama e os triste que observam.
Vi um flash da sessão de hoje do OE2008 e ouvi os opinion-makers da praxe. Não paguei o bilhete nem tentei o lugar na primeira fila, e só não fiquei decepcionado porque também não estava à espera de um combate dos chefes ao estilo do Uderzo e Goscinny.

Um frente-a-frente entre duas figuras menores da política portuguesa, um populista contra um arrogante nunca pode resultar num espectáculo digno de esse nome, nem de um circo de saltimbancos. Valeu tostões e pouco mais....

Amanhã é o 2.º round, e desta vez é bom que tragam as carlingas e os leões porque nem o pobre Rei Hamlet aguentará tão lastimosa representação.

04/11/2007

...hoje ouvi o encantador de tesouras


"...olha o amolador!
vai chover!"

...há muitos anos que não ouvia aqueles acordes da gaita de beiços!
Sorri, porque lembrei-me dos meus tempos de criança.
Sempre que o ouvia, corria para a janela. Sempre me fascinou o homem franzino, com pele ressequida do tempo e das engenhocas que trazia em cima da bicicleta. Ele eram guarda-chuvas, ele eram facas, tesouras eu sei lá. A pedra de esmoril e o engenho resolviam qualquer problema por mais complexo que fosse. Depois ia-se embora depois de agradecer os tostões do ganha-pão.
Hoje em dia, vai tudo directo para o caixote do lixo. Termos como arranjar, consertar não estão em voga, senão para bens mais dispendiosos. Ninguém afia as facas...a não ser os talhantes, é certo!
Passaram-se décadas mas ainda se veste da mesma maneira, com roupa que mata o frio também não deixa que o calor entrar. Usa uma bóina cinzenta, velha ,de pala suja de tanto a ajeitar na cabeça, enquanto executa os trabalhos de afiação, um casaco da mesma cor,largo e comprido, de ombros descaídos,que certamente deveria ter sido feito para outro corpo, uma camisa grossa de xadrez e umas calças largas, atadas à cintura com um cordel.

E lá foi ele ao ritmo daquela balada, sempre com uma toada calma, em cima da sua bicicleta...

02/11/2007

...numa prateleira perto de si!


...já cá fazia falta, não só pela sonoridade ou pela limpidez da música em si! é toda um percurso que nos faz recuar no tempo. Ouvi-lo hoje em dia, é regressar a albuns como Cal, Local Hero, ou ao mais recentes Ragpicker's Dream e Shangri-la. Ainda bem que sobrou alguém dos bons e saudosos idos 80.


te esperamos em Abril do próximo ano!

01/11/2007

...pão-por-deus


"Pão por Deus,
Fiel de Deus,
Bolinho no saco,
Andai com Deus."


São bandos de sorrisos que me invadem ciclicamente todos os anos o meu despertar neste dia. Chegam bem cedo com os sacos de plástico, cheios de vontade e com um brilho no olhar que esconde muitas vezes uma vergonha contida. Depois de fechar a porta, descem com celeridade e sem dar por isso já lá estão no banco de jardim encimado com a sombra dos plátanos a sacudir as migalhas do colo e a desembrulhar os rebuçados e as pequenas barras de chocolate. Depois continuam a esvoaçar o resto do dia, até ao turno de sentinela do dia de finados se esvair.

Também já fui um deles...mas isso são memórias!

O meu Outono chegou...agora que já lhes alimentei a alma, ainda que por um momento fugaz, chegou a minha hora de partir. Para o ano já cá não estou, mas isso certamente não será impedimento para continuarem a voar e alimentar a memória, que um dia lhes há-de bater à porta.

31/10/2007

...elas andem ai!


...é só mesmo para relembrar aos fanáticos das tenebrosas artes negras, adoradores da lua e do gato preto, vultos obscuros entre outros seres do outro mundo, que amanhã é o portuguesissímo dia do "pão por Deus". Por conseguinte, enquanto não chegam os bandos de criancinhas famintas à procura do saco cheio de doces e guloseimas!


VAMOS MAS É APROVEITAR AO MÁXIMO A NOITE DAS BRUXAS...

E QUE SE LIXEM AQUELES QUE, POR IGNORÂNCIA,

AINDA ESTÃO CONVICTOS QUE A NOITE DAS BRUXAS

É UMA AMERICANICE!

28/10/2007

Mito do Prometeu pá!

Prometeu que não subiria os impostos, mas subiu vai voltar a subi-los no OE2008.

Porreiros sortudos: reformados e deficientes

Ah! E podendo mesmo decidir subir de novo o IVA, para uns 23% ou 24%, isto se adoptar a nova moda europeia de aumentar o IVA se o vizinho do lado também o fizer!

Prometeu 150 mil novos empregos até ao fim da legislatura, mas a pouco menos de metade do seu epílogo, somos confrontados com a 3.ª maior taxa de desemprego da Europa a 25 e a mais alta taxa de desemprego em Portugal nos últimos nove anos.

Porreiros sortudos: milhares de novos emigrantes que saíram do país nos primeiros sete anos deste novo século; jovens que estão a sair das universidades sem perspectivas de emprego e a proliferação dos contratos precários

Ah! E que tal resolver o assunto com aquela teoria dos nórdicos da flexisegurança, com os necessários ajustamentos à portuguesa!?

Prometeu uma reforma profunda na Administração Pública, mas a realidade são algumas centenas de funcionários que entram no quadro da mobilidade num dia para depois serem integrados novamente...por ordem judicial! A dita reforma bem espremida não passa de uma mera operação cosmética em que as pessoas que se reformam são agora contabilizadas estatisticamente no quadro da mobilidade...para inglês ver é claro!

Aliás! Basta ver os números publicados no Relatório da
CIA World Factbook

Dinâmica da Dívida das Administrações Públicas (em % do PIB)



2003 = 56,9
2004 = 58,3
2005 = 63,7
2006 = 64,8
2007 = 64,4

Ah! Em vez de deslocalizar os efectivos de uma forma criteriosa e tendo em consideração a própria capacidade de mobilidade dos mesmos, basta colocar os nomes dentro do saquinho preto, colocar uma corzita vermelha naqueles intocáveis e desatar a espalhar as pessoas por esse pais fora!! Assim se compreende como é que há falta de 10 funcionários na Conservatória do Registo civil em Oeiras à séculos e se calhar no ministério x ou y existem centenas que provavelmente andam a polir esquinas, para seu óbvio desagrado (isto partindo do princípio que em cada funcionário do Estado existe um trabalhador sedento de trabalhar!!)

Prometeu crescimento económico, mas o que se aproxima é um verdadeira hecatombe financeiro com epicentro na nossa descomunal dívida externa: US$272.200 milhões (dados de 2006)
Porreiros sortudos: a dívida média por tuga no activo activa foi em 2006, andava na casa dos US$48.781.

Ah! Construa-se o NAL na OTA e façam-se todas as ligações de TGV, o Zé povinho que pague. E já que estamos com a mão quente, façam-se contratos com os assinados com as concessionárias das Auto-estradas, SCUTS e Lusoponte e afins, ou novos túneis do metro de Lisboa e negócios BragaParques!!Isso sim....é desenvolvimento sustentado!

Prometeu justiça, mas o actual responsável do MAI fez ou não parte de uma conspiração para derrubar o anterior PGR, pelo menos é o que aparentou nas escutas telefónicas. Isto já para não falar no atribulado processo de aplicação do novo CPP, e das dúvidas acerca de determinada virgula no famoso Artigo 30.º de modo a amenizar eventuais condenações de um processo em fase de julgamento (Casa Pia). Isto já para não falar na escandalosa questão dos deputados do PSD Madeira cujos processos estão bloqueados por ordem da Assembleia Regional da Madeira que não permite o levantamento da imunidade parlamentar...bem neste aspecto o nosso PM não tem a culpa, já que os deputados do seu partido não tiveram a mesma sorte, mas então, a democracia num estado de direito é como sol quando nasce!? A justiça é mesmo cega?

Prometeu ser PM para todos os portugueses...menos para os sindicalistas que são todos "comunistas", os manifestantes do contra que são todos "comunistas", os jornalistas que sofrem pressões que são todos "comunistas", os professores que são todos "comunistas", os jovens que se manifestam por terem de percorrer quilómetros para ir para escola, quando tinham uma à “porta de casa” e com todas as condições definidas pelo Mistério da Lurdes Rodrigues (estes são os comunistas mais perigosos porque começam em idade tenra!), e os funcionários que por um infortúnio da vida se vêm confrontados com um qualquer doença incapacitante, que por serem comunistas, não têm outro remédio senão trabalhar até cair para o lado.

Depois há os porreiros pá!...mas mesmo esses um dia se hão-de lixar por serem tão porreiros pá!

21/10/2007

...tenho um ruido no telemóvel!

...a entrevista que o PGR deu ao Sol trouxe-me à memória uma escultura já muito retratada do macaco sábio. É uma espécie de ode à famosa omertà italiana ou ao nacional não comento, ou desconheço essas declarações, muito usual nos políticos portugueses. Há nessa ilustre casta, uns indivíduos que pela suas genealogia optam seguir em frente sorrindo, outros ainda que pela sua falta de inteligência e défice cultural viram as costas e assobiam para o ar. Em suma, depois de um ano em funções eis que o pacto de silêncio é quebrado, assim como a louça de porcelana e os cristais que adornam a Procuradoria- Geral da R/Pública. Desta vez o macaco sábio, não aproveitou o silêncio providencial e desatou a desconstruir toda a imagem criada em seu redor. E tudo por causa dos ruídos de um telemóvel. Se o PGR pode estar sobre escuta, eu neste momento só não estou porque tenho o telefone desligado, mas, e as paredes que me circundam!?terão elas ouvidos!?...

Outro facto saliente que extrai da entrevista é o aparente desgoverno da Procuradoria. Quem lê o texto fica com a nítida sensação que por detrás dos muros altos, impera uma autêntica R/Pública das bananas sem rei nem roque onde, o mais sábio entre os culpados, parece ser o próprio macaco!

17/10/2007

...a guerra


Qual o termo certo, para designar a Guerra em África? A do tempo em que ela decorreu, ou seja, Guerra do Ultramar, ou a do tempo em que se procurou acabar com a mesma, de qualquer maneira, como de facto aconteceu...

Esta foi a pergunta que ficou no ar e que ocupou grande parte do programa prós e contras da passada segunda-feira.

Para quem não cresceu com o espectro de um país em guerra, para quem não tinha a noção de guerra e paz, não posso alvitrar grandes comentários sobre a realidade do que se passou em África nas décadas de 60 e 70 do século passado. Só realmente me apercebi que algo não estava realmente bem quando num dia, enquanto passava de carro com os meus pais ali na doca do Poço do Bispo, vi amontoados milhares de caixotes de madeira. É talvez a única memória que guardo da guerra, isso e uma palavra que entrou no meu léxico- retornados - e que só mais tarde entendi o significado!

Passaram mais de 40 anos, e acho curioso as reacções que o tema suscita e nas feridas que reabre nas gerações mais velhas. Talvez 40 anos seja insuficientes, ou talvez a mágoa dos que lá perderam a vida e os bens se faça sentir ainda hoje com uma intensidade que a memória não atenua.

Discutir o porquê da guerra é um exercício complicado, pois é discutir algo que é vil , estúpido e irracional. Na guerra não há vencedores, só vitimas, mesmo aqueles que se orgulham da barbárie ou que reivindicam glórias passadas perdem a razão por maior verborreia de argumentos utilizados. O que passou passou. o caminho não é descobrir de que lado estava a razão, pois numa guerra ninguém tem razão e os resultados de qualquer guerra são sempre duvidosos, independentemente de que lado da barricada estejamos....

"Somente aqueles que nunca deram um tiro, nem ouviram os gritos e os gemidos dos feridos, é que clamam por sangue, vingança e mais desolação. A guerra é o inferno."


Gen. William T. Sherman

16/10/2007

...12

...é difícil não sentir o seu aroma, aliás o tormento começa logo de manhã como raiar do sol. Por falar nisso hoje assisti a um nascer do sol absolutamente fascinante que coloriu com tons quentes a entrada da barra do Tejo...voltando ao assunto, mal saímos do expresso do oriente o sabor do mar e o fumo das velhas máquinas a carvão enchem o ar com uma névoa de essência a castanhas assadas.
Sopra uma brisa fresca, mas o repasto é demasiado farto e a oportunidade escapa-se por entre a correria para não perder aquela carreira que não tarda, abala para outras paragens.

O festim fica na memória, e o desejo é saciado já a escuridão encobre o manto de estrelas. A placa não engana "Castanhas do Norte" e o preço já tem tantos anos como as rugas que cobrem a cara da velha que conta os tostões em silêncio.

"É uma dúzia!"- ela olha para mim e com os dedos gastos pelo tempo, dedilha uma a uma com a ternura de quem vê partir mais uma entre muitas.

E assim prossigo, por entre as calçada que se esconde na noite e as sombras de outros passos acelerados.

15/10/2007

...o trovador que o tempo não esquece





Menina dos olhos tristes
o que tanto a faz chorar
o soldadinho não voltado
outro lado do mar



Vamos senhor pensativo
olhe o cachimbo a apagar
o soldadinho não volta
do outro lado do mar


Senhora de olhos cansados
porque a fatiga o tear
o soldadinho não volta
do outro lado do mar


Anda bem triste um amigo
uma carta o fez chorar
o soldadinho não volta
do outro lado do mar


A lua que é viajante
é que nos pode informar
o soldadinho já volta
está mesmo quase a chegar


Vem numa caixa de pinho
do outro lado do mar
desta vez o soldadinho
nunca mais se faz ao mar


Adriano Correia de Oliveira

14/10/2007

...a gralha!

...este Governo que alguns elegeram convencidos que estavam absolutamente convictos do que estavam a fazer, apresentou esta semana o OE2008. Consta que, por entre as inevitáveis linhas gerais, e a adjectivação bacoca que se impõe no momento, do género: rigor, consolidação, credibilidade, crescimento - entre outras patetices, começaram igualmente a surgir as primeiras gralhas!...venham elas! sejam benvindas neste Outono primaveril. Se vieram por bem é claro!

Corvus corone

...esta gente

foto: David Martins

Esta gente cujo rosto
Às vezes luminoso
E outras vezes tosco


Ora me lembra escravos
Ora me lembra reis


Faz renascer meu gosto
De luta e de combate
Contra o abutre e a cobra
O porco e o milhafre


Pois a gente que tem
O rosto desenhado
Por paciência e fome
É a gente em quem
Um país ocupado
Escreve o seu nome


E em frente desta gente
Ignorada e pisada
Como a pedra do chão
E mais do que a pedra
Humilhada e calcada


Meu canto se renova


E recomeço a busca
De um país liberto
De uma vida limpa
De um tempo justo


Sophia de Mello Breyner Andresen

13/10/2007

..o silêncio de um rosto


Termina esta semana o período mais sagrado para o mundo muçulmano o Ramadão (em árabe رَمَضَان . Em muitos lugares comemora-se já o Eid el Fitr (عيد الفطر). É costume, tal como nas celebrações do Natal e Páscoa cristã reunirem-se os membros da família e os seus amigos numa celebração de fé e de alegria. Após esta refeição, é prática social sair com a família para visitar amigos e familiares. Como já vem sendo hábito neste blog, não podia deixar de salientar este facto tão importante para tantos milhões de crentes espalhado pelo 4 cantos do mundo e apelar daqui deste singelo cantinho para o diálogo e inter-religioso e para a compreensão entre duas religiões que no fundo, tiveram a mesma génese, tal como a religião judaica.

"O mês do Ramadão foi o mês em que foi revelado o Alcorão, orientação para a Humanidade e vidência de orientação e Discernimento. Por conseguinte, quem de vós presenciar o novilúnio deste mês deverá jejuar; porém, quem se achar enfermo ou em viagem jejuará, depois, o mesmo número de dias. Deus vos deseja a comodidade e não a dificuldade, mas cumpri o número (de dias), e glorificai a Deus por vos ter orientado, a fim de que (Lhe) agradeçais."

2.ª Surata Al-Bácara, 185

...a parábola do filho pródigo

... a notícia que faz manchete hoje nos dois semanários Sol e Expresso fez-me recordar a parábola do filho pródigo. Não que o filho tenha guardado uma vara de porcos e depois de arrependido, tenha buscado o perdão junto do seu pai, mas antes pelo facto de, nos dias que correm este tipo de atitude ser uma espécie de "nevão no deserto".

Quantas famílias se destruíram por muito menos, quantas lágrimas se poderiam ter evitado por menos ainda?

No caso concreto foram uns quaisquer milhões mais ou menos tostão, mas o que importa aqui é o argumento engendrado e pior ainda, o precedente criado. Aquele que ROUBA para comer é um LADRÃO, o que DESVIA milhões está com dificuldades financeiras".

E assim vai a maior instituição bancária portuguesa. É por estas e por outras que o fruto que comanda as nossas vidas é uma coisa chamada percentagem, que depois de espremido se liquidifica num sumo de euros que mensalmente são obliterados das nossas pequenas poupanças para fazer face a pseudo-empreendedores que por serem filhos do Opus, se acham acima do comun explorado e mais não exigem senão a mais valiosa das virtudes...o perdão, sem espigas!!

Agora já sei o que fazer em caso de extrema necessidade. Que se dane a DECO, vou mas é ao BCP.

"Perdão com perdão se paga"

Mateus 18, 23-35

05/10/2007

R/Pública

...não fosse o intratável AJ Jardim afirmar do âmago da sua insularidade que a III.ª República está podre, eu diria mais...malditos aqueles que no dia 5 de Outubro sobre o comando do 2.ª tenente Machado Santos impuseram a força dos números e derrubaram o reinado de D. Manuel II.
Mais ainda, desgraçados os membros da Carbonária e da Maçonaria!? que atentaram contra a vida de El- Rey D. Carlos I...figura singular da nossa história.

...mas os séculos passaram, e após revoltas e contra-revoltas, esta República que hoje se evoca está definitivamente ultrapassada e podre nas suas entranhas, suja e deprimida, triste e sem rumo. Nem o vento levanta o olhar nem o sol nos aquece o coração.


"Portugal que com todos estes senhores conseguiu a classificação do país mais atrasado da Europa e de todo o Mundo! O país mais selvagem de todas as Áfricas! O exílio dos degradados e dos indiferentes! A África reclusa dos europeus! O entulho das desvantagens e dos sobejos! Portugal inteiro há-de abrir os olhos um dia - se é que a sua cegueira não é incurável e então gritará comigo, a meu lado, a necessidade que Portugal tem de ser qualquer coisa de asseado!

Morra o Dantas, morra! PIM!
"


Almada Negreiros

03/10/2007

....levantar e partir


A ILHA DO LAGO INNISFREE


Agora vou levantar-me e partir, partir para Innisfree,
E erguer uma pequena cabana, feita de barro e de sebes -
Terei nove renques de feijão, uma colmeia para as abelhas,
E viverei sozinho entre o grande zumbido das clareiras.

E ali vou ter alguma paz, porque a paz cai ali lentamente,
Cai dos véus da manhã onde os grilos cantam -
E ali a meia-noite é reluzente, o meio-dia um brilho púrpura,
E a tarde está repleta com as asas dos pintarroxos.

Agora vou levantar-me e partir, porque seja noite ou seja dia
Eu oiço a água a bater com rumores nas margens -
Enquanto estou nas estradas, ou nos pavimentos cinzentos,
Oiço-a no centro profundo do meu coração.

W.B. Yeats

02/10/2007

Hail to VH


...ainda me lembro dos primeiros acordes nos longínquos anos 70! eram outros tempos mas o feeling e a força mantêm-se vivos!!...
...thanks Eddie and happy trails toU

01/10/2007

...o gang do multibanco

...ele há coisas estranhas no nosso país! Então não é que o simples facto de ir a correr a pagar as quotas uns momentos antes de ir a votos é motivo de censura política!

...votou de madrugada!? incluído num lote de dezenas de militantes!?
então esqueça...não pode votar!
...se um dia a ideia pega, ficamos impedidos de pagar mais do que duas contas de cada vez que vamos ao multibanco, o que diga-se em abono na verdade, é uma medida pode aumentar produtividade das caixas, diminuir as filas de espera à hora do almoço (quando a fome aperta mais e o idiota da frente está a pagar não sei quantas contas!!!) e...poupa-se CO2! sim porque numa bicha respira-se com mais ansiedade e impaciência!!


...mas o mais aberrante que isso é que, já em pleno acto eleitoral...pode-se actualizar os cadernos eleitorais com mais uma mão cheia de felizardos com possibilidade de voto!
...é lindo este meu pais laranja! O nosso PM que se cuide, e o Só Ares também porque o freguês que se segue é populista, etilista nortista e um grande artista sem sombra de dúvida!!

...ladies and germs the show must go on!!



...reflexo de um tempo passado


Hoje vi-te...
Na ternura do espelho
Sorriste-me com aquele sorrisso meigo
Que ainda predomina em ti
Com a alegria da paixão pela vida
Como se o Mundo amanhã terminasse!
Hoje vi-te...
E quis voltar atrás
Nos anos, no olhar
Voltar a ser o antes
Esquecer-me por um minuto que fosse
E voltar a ser a menina traquina
Que corria ao sabor do vento
Atrás de uma simples borboleta
Para lhe sentir as cores
Pensei...
Como podes tu...
Ser quem fui um dia?
Toda a ingenuidade
De uma menina ainda criança
Toda a inocência
Na ausência da sabedoria
Toda a pureza
Sem um mal aparente
Ah...
Como era bom
Os anos não passarem assim
E toda a paz que sentias
Eu pudesse hoje, senti-la também
Toda a inocência perdida
Na ignorância do saber
Voltar a este tempo
Toda a pureza do mundo
Perdurar até agora
O espelho
Era eu.. sou eu... serei eu..
A menina...
A saudade de um tempo passado
Reflexo de uma saudade
De outrora

29/09/2007

...roleta russa!

...quando a amnésia ataca, ataca forte e feio. Na saga dos "fazia melhor manter o bico calado" não podia deixar de sublinhar o óptimo contributo do arcebispo de Maputo para a causa do silêncio de ouro!

"Os preservativos não são seguros porque há dois países na Europa que estão a fazer preservativos infectados com o vírus de propósito. Querem acabar com a população de África, é esse o objectivo. Se estamos a brincar com esta doença vamos acabar o mais depressa possível"

...umas horas depois :

"Eu não tenho provas, como podia dizer uma coisa dessas? (...) Eu nunca disse isso, porque não tenho prova nenhuma"
...por vezes é pena existirem pessoas com alguma "responsabilidade" brincarem com coisas sérias!...Eminência, os fins não justificam os meios!
A prevenção não é uma roleta russa!

25/09/2007

...mais um que podia ter permanecido calado!

O conselheiro da Casa Branca para o Ambiente, James Connaughton, defendeu hoje que Portugal deve apostar na energia nuclear, considerando que é um dos países com maiores capacidades para produzir energia totalmente limpa.(...) De uma forma global, Connaughton defendeu que o nuclear deve ser usado por todos os países que tenham capacidade tecnológica e uma forma de a produzir de um modo seguro.


...senhor conselheiro! já nos bastam as bacuradas que temos que ouvir pelo lobby nuclear, quanto mais os seus bitaites...nós por cá temos uma perspectiva um tanto ou quanto diferente do ambiente! preocupe-se mas é com as centrais nucleares que tem em casa e deixe-nos em paz!!
photo: Pedro Luz

24/09/2007

...o silêncio por vezes é de ouro!

Num triste episódio recente um articulista e comentador Vasco Pulido Valente teve a infame ideia de afirmar que o escritor Aquilino Ribeiro não não devia ir para o Panteão, não devido às recentes polémicas suscitadas pela calça monárquica (calça porque não tem a classe nem a representatividade para ser uma causa), a qual o acusava de ter participado no regicídio, mas por razões estritamente literárias literárias: "É um escritor medíocre." - disse.





photo By: Sérgio Miguel Silva

A esse respeito, lembrei-me de uma célebre frase de outro poeta, este sim, não menosprezado pelos seus conterrâneos e admirado pela sua singular escrita.








"The problem with some people is that when they aren’t drunk they're sober."


(W.B. Yeats)

16/09/2007

...flexinsegurança

...eu já achava ridícula a mera hipótese de ser aplicado em Portugal a moda da flexisegurança, pelos mais diversos motivos, não esperava é que os nossos governantes e alguns dotados legisladores e doutores de lei fossem inventar a nova lei da flexinsegurança, vulgo Código de Processo Penal (CPP).
Senhor violador, Exmo assassíno ou Caro ladrão, não se esqueça que, após ser condenado em primeira instância (independentemente de serem 2 ou 25 anos!!), peça por favor o recurso e com isso pode ficar mais descansado em casa a ver a Praça da Alegria, ouvir a emissão da Rádio Renascença ou simplesmente ler um livro no jardim, com toda a comodidade!! Para quê ficar entre grades com horários aborrecidos, e ficar limitado com os livros e revistas da biblioteca do estabelecimento prisional!?...e para não dizer o facto de poder desfrutar de uma grande variedade de restaurantes no Colombo!!...não me diga que prefere a cantina da prisão!?...


...é bom ver que alguém os elegeu para tomar medidas inovadoras! sem dúvida que as reformas que o nosso PM tanto gosta de apregoar nas suas lavagens cerebrais começa a dar os seus frutos!! Aliás, ainda no espírito da flexinsegurança, é reconfortante pensar que a partir de agora quando circular uma ambulância em marcha de urgência, vai existir pelo menos uma brigada para acautelar os outros condutores que se vêm ultrapassados numa auto-estrada que praticamente não tem grande movimento!!...depois, para impor o respeito pelas normas, dois teste do balão e a burocracia do costume. Tudo a bem da segurança da República!!...



...Bem hajam!!Assim sentímo-nos mais europeus e mais modernos!

15/09/2007

...volto já!


...Tenho estado aqui a tentar arranjar um template diferentes, pois ao fim de vários meses convém mudar a disposição da loja e sobretudo, alterar a montra! ...por isso é natural que nos próximos dias possa ocorrer algumas anomalias no visionamento da loja!...até lá, é só uma questão de atravessar a rua e entrar na loja em frente...
VAMOS TENTAR NÃO DEMORAR MUITO TEMPO!!

08/09/2007

...duas notas na pauta


...foram duas semanas e meia que depressa se incineraram por entre as cinzas dos grelhados e a companhia de um copo de vinho verde. Lá fora, nada de novo que suscitasse a atenção. Talvez a notícia que me tenha despertado maior curiosidade foi o facto de alguns directores clínicos do Hospital Pedro Hispano, terem tido a atitude altruísta e humanista de trocar um carro novo por equipamento hospitalar. Casos destes são capa de jornal, ainda que disfarçado no meio da coluna das notícias invulgares, mas é algo que devia fazer pensar muito boa gente que esbanja dinheiro de uma maneira irresponsável!

No entanto não posso deixar de referir a mais recente aparição de Osama bin Laden. Já passaram quase e anos é certo. Já esteve morto, refugiado nas montanhas do Afeganistão , Paquistão, eu sei lá, só falta mesmo na Costa da Caparica. O que aparentemente parece verdade é que o terror parece continuar a prevalecer, o mesmo se aplica à ignorância e mediocridade do país mais poderoso do mundo! Enfim, resta-nos continuar a apanhar os transportes públicos diariamente e sorrir à saida do emprego.



Ladies and germs the show must go on!

15/08/2007

...o tempo corre depressa e


...já se vê a luz ao fundo do túnel

31/07/2007

...a caminho

...eu não queria mas fui obrigado!
seria uma maneira para começar a descrever o que sinto quando faltam algumas estrelas e alguns sons para ir de férias. Vou para as margens do rio do esquecimento, vou trilhar o caminho de Santiago, sentir o perfume no ar e a bonomia das gentes que anseio. Não vou sentir falta de viver as horas, vou antes reaprender e viver sem elas. Prometo voltar, apesar de no final não o desejar. Saudades? não as deixo, levo no pensamento e espero poder encontrá-las por entre o labirinto de paredes de granito. Qaundo finalmente me sentar na avenida ou na esplanada ao som da concertina, espero poder apreciar cantares ao desafio, por entre dois dedos de conversa e uma malga de bom vinho...

...o espectáculo segue dentro de momentos!